Como escrever para a internet. Guia rápido do webwriting

Saber escrever para a internet – da forma correta – é uma importante ferramenta para otimizar a sua presença online. Escrever – e escrever bem – ainda é a principal maneira de apresentar conteúdo na internet. Mesmo nos vídeos, o bom texto sempre é capaz de dar um suporte de excelência para um produto final de qualidade.

O chamado webwriting exige uma preparação prévia. Definitivamente, não basta sair escrevendo. É preciso atentar para particularidades da escrita na web. Os redatores menos acostumados ao ambiente digital precisam observar algumas características próprias do texto para a internet com suas distinções.

Mas espera aí. Alguém pode pensar…mas como assim?!? Escrever da forma correta?! Criaram agora regras de boa conduta para textos na internet?! Tem a ver com etiqueta e boas maneiras?

Não!!! Não é nada disso. É óbvio que todos são livres para escrever de qualquer jeito na internet. A forma correta a que me refiro tem a ver com a maneira como foram escritos a maioria dos textos bem posicionados no ranking do Google. Eles seguem alguns padrões que não são adotados aleatoriamente pelos webwriters.

Neste artigo, eu apresento sete dicas para o redator começar a escrever, “da maneira correta”, para a internet. Espero que essas dicas possam ser úteis e servir como um guia rápido de webwriting.

1 – Use o modo persuasivo ao escrever para a internet

Dicas para escrever para a internet
Persuasão é estratégia para convencer

Uma das características mais marcantes do texto para a internet é a necessidade de ele ser persuasivo. A competição exige esse tipo de distinção. A não ser que você não se importe de escrever para você mesmo ou tenha como alvo alcançar apenas a sua mãe.

Brincadeiras à parte, o seu texto concorre com milhares de outros na internet e precisa de mecanismos de atração. Ele precisa “vender” a sua ideia com uma boa e elegante embalagem.

Para um bom posicionamento, ele necessita chamar a atenção, atrair para a leitura. Por conta disso, o uso de adjetivos é, muitas vezes, uma necessidade, principalmente nos títulos, contrariando as regras do chamado bom jornalismo.

Leia mais – Jornalistas no marketing de conteúdo

2 – Invista no título

Dicas para escrever para a internet
Títulos chamam para a leitura

Muitas vezes os títulos são menosprezados pelos autores. Alguns preferem até poetizar na sua escolha. Mas é preciso agir mais como um vendedor do que como artista, se escrevemos na internet com foco em facilitar o tráfego desse conteúdo e ampliar o seu alcance.

O título precisa ajudar as buscas ativas das pessoas sobre esse tipo de conteúdo. O autor tem de focar no termo chave que servirá de rastro para os mecanismos de busca. Por isso é fundamental avaliar racionalmente o melhor título, buscando diversas opções que melhor se encaixem à estratégia de SEO.

O título tem direta ligação com a escolha das palavras-chave ou frase-chave que vai direcionar todo o seu conteúdo. Isso é importante para reforçar a atratividade deste conteúdo nos mecanismos de busca.

3 – Escreva como se falasse

Dicas para escrever para a internet
Texto precisa parecer uma conversa amigável

Uma tendência da internet é a informalidade que gera aproximação. Assim deve ser o texto para a web. As pessoas precisam se sentir próximas do autor. Isso aumenta a experiência da leitura tornando-a mais real.

O ideal é que o conteúdo do texto funcione como se você estivesse conversando com a audiência. Esse coloquialismo é presente na maioria dos textos bem ranqueados na internet. Mais do que erudição, você precisa passar proximidade e fazer com que o leitor sinta-se em casa.

Faça algumas revisões no texto. De preferência em dias diferentes. Essa edição posterior vai ajudar em muito na fluidez do texto, eliminando gorduras, repetições e adaptando o conteúdo à linguagem coloquial. Uma dica fantástica é fazer leitura oral do texto. Vai facilitar a transformação do seu conteúdo numa conversa de amigos.

Leia mais – 10 motivos para sua empresa ter um blog ativo

4 – Foque em conteúdo evergreen

Dicas para escrever para a internet
Texto precisa ser duradouro

O texto para a internet tem de ser o mais perene possível. Calma! Não há qualquer contradição nisso. Nem tudo na internet é descartável. Os textos melhores ranqueados têm exatamente a característica de serem atuais, independentemente da data em que foram escritos. E o melhor, eles constantemente trazem tráfego orgânico para o seu site ou blog.

Essa é a razão desses conteúdos estarem sempre verdes, fresquinhos. Para isso, eles precisam ser memoráveis, épicos. Não é aquele textinho de no máximo 500 palavras. Ele tem entre 1.000 e 2.000 palavras com uma abordagem bem ampla sobre o conteúdo que está sendo oferecido. Pesquisas de posicionamento mostram que os textos melhores ranqueados são os mais abrangentes com mais de 1.500 palavras.

O chamado conteúdo evergreen conta com as seguintes características:

  • Ele possui informações úteis que podem ser acessadas em qualquer tempo.
  • Ele é educativo, ensinando algo de forma prática.
  • Seu conteúdo é relevante e suas dicas já foram experimentadas.

5 – Utilize layout escaneável

Agora não basta ser um texto grande, atual, útil e educativo. Ele precisa de um layout escaneável, ou seja, tem de ser agradável para ler. Parágrafos pequenos, frases curtas, de fácil entendimento, e dividido por headers (cabeçalhos) ou intertítulos.

Dicas para escrever para a internet
Apresentação é muito importante na internet

O leitor não pode sentir sonolência. Essa atratividade visual facilita a experiência e segmenta a compreensão do todo. Torna mais fácil uma leitura dinâmica e favorece a absorção do conteúdo com os destaques nos headers.

A utilização dos chamados bullet points é interessante. Foi o que usei para apontar as características do conteúdo evergreen logo acima. Eles oferecem destaque gráfico para pontos importantes do conteúdo e ajudam na absorção do texto.

A apresentação de listas é outro recurso importante para criar atratividade. As pessoas gostam de listas porque elas geralmente sintetizam um conteúdo mais amplo. Neste texto eu apresento uma lista com sete dicas de webwriting.

Leia mais – Seu negócio precisa de vídeos

6 – Exponha autoridade/personalidade

Essa é uma das características mais importantes do texto para a internet. O seu conteúdo precisa ter personalidade e refletir a sua autoridade sobre o assunto. Não adianta. É preciso passar emoção, ser pessoal sem ser personalista. Expor a sua vivência e visão de mundo. Ter conteúdo, abordagem aprofundada e um jeito pessoal de ser transmitido.

Não precisa nem dizer que, para tudo isso, é necessário pesquisa e dedicação. Olhar a concorrência e tudo o que foi dito sobre o tema entre as páginas melhores ranqueadas. Observar lugares comuns e oportunidades de diferenciação. Claro que tudo isso só é possível com exercício.

É aquele 10% de inspiração e 90% de transpiração. Somente é alcançado com fluência na escrita. É como se destacar num esporte. Não existe chance sem treinamento. Muito hard work. Até a exaustão. Muitas tentativas e erros até o aperfeiçoamento. É preciso escrever. Todo dia. E ter a disciplina para capturar insights em todo o tempo para não confiar apenas na inspiração de um único momento.

Leia mais – O monstro do conteúdo precisa ser alimentado

7 – Incentive o feedback

Internet rima com engajamento. É, você tem razão, não rima não, rsrsrs… mas me deixe a licença poética. O conteúdo para a internet é feito para gerar uma ação por parte do leitor. Uma curtida, um compartilhamento ou até mesmo críticas.

O importante é gerar uma reação. Para isso, estimule o leitor a manifestar a sua opinião, mesmo contrária ao que foi dito por você. O leitor vai sentir-se importante e não apenas um mero ouvinte.

Foram essas as sete dicas que separei neste artigo. É claro que existem muitas outras técnicas e outros detalhes para o webwriting que visa resultados. Mas acredito que essas dicas são um bom ponto de partida para aqueles que buscam saber mais sobre o assunto. Pretendo voltar a falar sobre esse tema, se você considerar oportuno esse tipo de conteúdo.

Me ajude a voltar a falar sobre isso. Me incentive a escrever sobre esse tema. Compartilhe esse texto com os amigos. Curta e, se for possível, comente aqui no blog. Os comentários são o maior reconhecimento do webwriter. Esse é o meu tema preferido. Me diga se também é o seu.

Facebook Comments

Profissional do jornalismo desde 1996 e entusiasta do empreendedorismo digital. Figura carimbada em redação de jornais, vislumbra novas oportunidades no marketing de conteúdo e no desafio do homeoffice. Freelancer por opção, ele é manauara, nascido no Rio. Cristão pela graça, amigo de cães e gatos.

6 comentários Adicione o seu

  1. Eduardo diz:

    São dicas muito valiosas, parabéns, vou adotalas

    1. Valeu Eduardo. Obrigado pela visita e pelo comentário.

  2. Kátia Valéria Lima Pereira diz:

    Dicas preciosas, gostei muito!

    1. Obrigado Katia pelo comentário me estimula a desenvolver mais esse tema.

  3. CESAR PINHEIRO diz:

    Escrever é uma arte, quanto mais se aprende, mais queremos continuar absorvendo conhecimentos que nos encoraje a continuar…

    1. Valeu, César, obrigado pela interação e seja bem-vindo!!!!

Não deixe passar em branco