Você precisa ser encontrado no Google

Negócios precisam ser encontrados no Google
Desafio é ser encontrado no Google

O maior desafio do empreendedor nestes novos tempos é ser encontrado no Google. À primeira vista, parece uma questão simples e até banal. Mas é um ponto crucial para o êxito de um negócio que busca visibilidade na internet.

E a explicação é fácil de entender. Em outros tempos, o empreendedor podia se apoiar em pelo menos um dos 4 “p’s” do marketing tradicional para ter relativo sucesso. Bastava ter um bom produto, um bom preço, um bom ponto de venda ou uma boa propaganda.

Mas hoje tudo mudou. O consumidor passou a ter uma posição muito mais ativa neste processo. O principal impulsionador do consumo deixou de ser o estímulo invasivo das antigas propagandas e dos anúncios. Essa função passou a ser do Google, mais utilizado mecanismo de busca na internet.

Quem precisa adquirir um produto ou um serviço atualmente recorre ao mais conhecido buscador, página inicial da maioria na web. Isso é fato. Não há como negar. Você deve saber disso. O resultado desta busca feita no Google será determinante para muitos empreendedores e suas soluções.

Disputa por bom ranqueamento no Google

Por isso, estar bem ranqueado para ser mais facilmente encontrado no Google é uma meta primária a muitos empreendedores.

Essa divisão por ranking ocorre devido a uma série de mecanismos na automação do serviço de busca que valoriza determinados conteúdos mais ajustados para captura pela inteligência artificial do Google.

Assim, qualquer empreendedor que pretende estar bem posicionado nesta busca precisa entender como funciona essa inteligência artificial para saber construir localizadores que irão facilitar a ação do Google.

Magia do SEO para ser encontrado no Google? 

Para ser encontrado no Google precisa conhecer SEO
Estratégias de SEO facilitam ser encontrado no Google

Um dos mais apontados mecanismos para facilitar o reconhecimento que vai te permitir ser encontrado no Google são estratégias de SEO. O termo vem da sigla em inglês Search Engine Optimization (Otimização para mecanismos de busca) que, traduzindo para o português coloquial, quer dizer melhoria em sites para os mecanismos de busca na internet.

Apesar de ser o mais reconhecido mecanismo para facilitar a ser encontrado no Google, ele não é a principal estratégia. Reconheço, é claro, a importância de ajustar os sites e as suas postagens com as palavras chaves adequadas para mapear certinho o encontro pelo Google.

É mais ou menos como configurar um GPS com as informações necessárias para o funcionamento adequado da automação. Você alimenta o sistema com informações e depois deixa tudo para a inteligência artificial.

Encontrado no Google com conteúdo de qualidade 

Mas essa não é a estratégia mais importante. Oferecer conteúdo de qualidade, único, aprofundado e com a autoridade de quem domina o assunto ainda é o principal empreendimento para ser encontrado no Google.

O foco não pode ser a busca da palavra chave perfeita e outras estratégias necessárias de SEO. Elas são ações complementares à decisão de oferecer aos leitores algo diferenciado e que entregue alguma solução às necessidades de quem lê.

Por isso, o maior investimento está no conteúdo de qualidade. Um texto bem escrito, adequadamente editado, com ilustrações que acrescentam informação e, principalmente, que traga algo de novo para solução de anseios e desejos.

É aquele princípio simples do varejo. A embalagem é interessante, mas o conteúdo é que fica como maior referência em toda a experiência no processo de compra.

Mas como melhorar o conteúdo para ser encontrado no Google? 

Desafio dos textos é ajudar a ser encontrado no Google
Otimizar conteúdo para ser encontrado no Google

A questão apresentada não tem uma única resposta. Uma das primeiras questões a se considerar é o contexto em que este conteúdo está inserido. É comum jornalistas, por exemplo, avaliarem um texto para blog como um texto que seria publicado em outra plataforma qualquer. Atender às normas básicas do jornalismo já seria suficiente para o texto ser bom.

Outros profissionais também podem considerar suficiente o tratamento de um texto de blog como uma opinião nas redes sociais ou como uma notícia. Ocorre que é preciso entender as particularidades de cada plataforma. O que é certo e eficiente para determinado meio muitas vezes não é para outro. Por isso, é preciso primeiramente aprender sobre as plataformas antes de pensar em conteúdo para cada uma delas.

E como fazer isso?!? Investimento, amigo (a), financeiro ou pelo menos de tempo, energia e inteligência. O empreendedor vai precisar botar a mão na massa. O seu objetivo de ser encontrado no Google não vai cair do céu, como chuva. Vai exigir investimento, paciência e experimentação.

Produzir eu mesmo ou contratar redatores? 

Antes de responder a esta questão, é preciso derrubar alguns mitos. O primeiro é aquele sobre o custo “alto” do investimento na terceirização deste tipo de conteúdo. Não, não é caro. Ao contrário, é barato, e barato até demais, na minha opinião.  Você pode fazer uma pesquisa de mercado. O investimento é baixo para o retorno alcançado.

Outro mito que precisa ser derrubado logo de cara é aquele sobre a necessidade de contratar uma assessoria de comunicação ou algo do tipo para a gestão da sua presença online e das suas redes sociais.  Você pode terceirizar a atividade sem precisar pagar mensalmente alguém para ficar cuidando desta atividade. É claro que você também pode e até deve fazer isso, se tiver recursos e a estratégia fizer parte de um plano maior dos seus objetivos empresariais. Mas é possível comprar serviços específicos para demandas específicas, sem um vínculo contratual com fidelização por tempo determinado.

Um terceiro mito precisa ser derrubado e esse talvez seja o maior danoso deles. É aquela velha afirmação: “você precisa apenas arrumar um jovem estagiário para cuidar dessas coisas, afinal essa geração já nasceu no mundo digital”.  Em outros textos pretendo detalhar essa questão, mas é claro que uma pessoa sem experiência e, principalmente, sem vivência vai ter mais dificuldades para colocar tudo que é necessário em prática, com bom senso e jogo de cintura.

Gestão pessoal do seu conteúdo

Você também pode assumir a responsabilidade direta pela gestão do conteúdo do blog da tua empresa ou da tua página pessoal. Aí é uma questão a se observar. Você precisa verificar diversos pontos e buscar uma alternativa de melhor custo benefício. Mas, para isso, é preciso responder a algumas questões básicas.

  • Até que ponto estou disposto a investir meu tempo, minha energia e minha inteligência na produção e otimização de conteúdo para o meu site/blog e minhas redes sociais?
  • Como está o meu conhecimento sobre as muitas plataformas atualmente disponíveis na internet?
  • Terei dedicação e perseverança suficientes para mensurar resultados e buscar alternativas para iniciativas não exitosas?

Certamente é uma questão pessoal e precisa ser bem analisada pelo empreendedor. Caso você queira saber mais conteúdo sobre este tema ou buscar diretamente mais informações comigo é só clicar neste banner abaixo.

Posso ajudar você a ser encontrado no Google
Posso ajudar você a ser encontrado no Google

Agradeço pelo privilégio da sua leitura. Inscreva-se para receber mais conteúdos de valor. Assine os meus canais nas redes sociais para ficar por dentro de todo conteúdo que disponibilizo na internet. Ou assine a minha newsletter para ser notificado de novas postagens.

No vídeo abaixo, explico um pouco sobre a necessidade produzir conteúdo de qualidade para se diferenciar e ser encontrado no Google.

 

Posso ajudar você a ser encontrado no Google

Facebook Comments

Profissional do jornalismo desde 1996 e entusiasta do empreendedorismo digital. Figura carimbada em redação de jornais, vislumbra novas oportunidades no marketing de conteúdo e no desafio do homeoffice. Freelancer por opção, ele é manauara, nascido no Rio. Cristão pela graça, amigo de cães e gatos.

Não deixe passar em branco